quarta-feira, 30 de março de 2011

Quando eu te amava sem pensar em nada, era tanto amor que meu coração navegava sem rumo e feliz pelos versos apaixonados. A minha tristeza foi ter perdido essa falta de rumo e ficar ancorada procurando o horizonte que de repente ficou distante.

Denise Portes

6 comentários:

'Lara Mello disse...

Agente sempre perde o rumo! Bju

Andressa disse...

Quando eu te amaVA.
linda a colocação no passado.

Thai Nascimento disse...

Racionalidade não cabe no amor. Porque o amor, por si só é a perda de todos os rumos...

Wanderley Elian Lima disse...

Quanto fincamos âncora, perdemos a espontaneidade.
Bjux

Confissões de uma borboleta disse...

O perder tem muito do encontrar...
Outros rumos virão.
Beijos

Cristina Bortoli disse...

Um amor imenso, que um dia era maior do que tudo...

Lindo!

Tomei a liberdade de postar no meu blog, com os devidos créditos.

http://aopdofogao.blogspot.com/