quinta-feira, 17 de março de 2011

Navegando em Descobertas.


A janela da alma me faz debruçar sobre meus sonhos,
Colho amor e derramo sorrisos.
Não sou mais eu quem me navego,
Além desses horizontes.
No brilho dos meus olhos, encontrei respostas,
Quando na frente do espelho me fiz tantas perguntas.
Esse mar de esperanças que me adoça me faz viver.
De manhã sob o sol, cada gota de orvalho,
Tinha histórias pra me contar.
A luz de um novo dia a me embalar e me lembrar,
Que é preciso fé na vida pra se reinventar,
Colorir os sonhos a cada minuto e seguir.

Denise Portes

4 comentários:

Néia Lambert disse...

Denise, fé na vida é tudo que precisamos para não perdermos as esperanças, é ela que nos move, sempre!

Um beijo

Néia

Lívia disse...

Denise com certeza é isso, temos que ter esperança e fé em tudo que fazemos. Tenha uma ótima tarde.

'Lara Mello disse...

Navegar é preciso.. Rs!

Hélio Netho; disse...

E quando existe uma luz é sempre mais fácil se olhar ao redor.