sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Das lembranças que eu trago na vida...

A minha maior saudade dos meus pais acontece cada vez que em minhas atitudes repito os ensinamentos deles. 

Denise Portes

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Sentimento.

Essa coisa que desarruma a casa mexe nos pensamentos e faz com que a gente se sinta mais feliz, mais triste, inunda os olhos de lágrimas, outras vezes, põe um sorriso em nossa cara, colocaram o nome de sentimento. Eu acho que é porque ele é longo, sonoro, doido, explosivo e arrebatador.

Denise Portes

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

domingo, 15 de janeiro de 2017

Reencontro

A vida é mesmo feito de grandes encontros e curtos momentos. Hoje reencontrei um primo que não encontrava há 20 anos. Incrível como o amor, a cumplicidade e a intimidade, quando a história é feita de verdade, permanecem. Os filhos lindos, Pedro e Henrique, a namorada Cristiane e os amigos especiais, escolhas de uma pessoa que me fez acreditar que nossos laços permanecem eternos. Adorei a nossa tarde, obrigada Marcio por esse presente.

Denise Portes 

sábado, 14 de janeiro de 2017

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Viver.

E que a vida segue rápida e misteriosa, segue o fluxo e viva o agora assim as experiências se transformam em histórias. 

Denise Portes

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Trato.

Eu não vim aqui machucar ninguém e nem quero  que machuquem o meu  coração. Eu te liberto e você me liberta, assim seguimos felizes vivendo o livre arbítrio. 

Denise Portes

domingo, 8 de janeiro de 2017

Respeito.

Somente a minha alma sabe das minhas dores, então me respeita porque eu não vim aqui a passeio e nem te dei permissão pra julgar a minha vida. 

Denise Portes

sábado, 7 de janeiro de 2017

O que o poeta pensa.

Mas essa é a natureza do amor, comparável à do vento: fluido e arrasador.

Ferreira Gullar

O olhar do outro.

Foi quando eu ouvi alguém me dizer: eu não achava mais que existiam pessoas como você. Somente ai eu acordei para o meu valor. 

Denise Portes

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Meu poeta louco.

Eu sou poeta e não aprendi a amar. 

Cazuza

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Para quem você escreve?

Eu escrevo porque a minha voz me sufoca e meu silêncio grita, não escrevo para quem amo, eu escrevo para o amor que mora em mim. O dia que eu descobri que esse amor é meu, nunca mais eu me importei de ser uma eterna apaixonada. 

Denise Portes

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Se liga.

“Ninguém conhece ninguém,
pois dentro de alguém ninguém mora.”

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Outra lente

Eu passei a vida toda procurando um amor, eu acho até que essa é a parte mais procurada em minha vida de poeta, quem foi que disse que não os tive? Amei algumas pessoas com todo o meu coração. Tive amores lindos, com meu amor eu construí uma família, tive a minha filha que é meu amor maior, tive um amor bandido, outro carmaticos, fantasiosos, virtuais, tive aquele que eu acordava e achava que estava no conto de fadas, viajando pelo mundo... Todos os poucos, ou muitos amores, depende sempre do ponto de vista, ficaram em minha vida, viraram amigos e parte da minha história. Não me arrependo do vivido e sempre detestei o não vivido... Até que sentada numa tristeza das maiores possíveis eu nem esperava, mas queria que algo maior acontecesse. Algo que me fizesse melhor, mais mulher, que tirasse as sombras da dependência, do foco que era desfocar a própria vida quando se ama... Estava nos astros, no carma, nos livros, no evangelho, ou na minha crença em meus santos e orixás, mas estava lá. Quando eu na curva das minhas crenças vibrava para que o amor me levasse pelos braços e trocasse comigo os abraços, pois eu estava pronta, entregue e vivida. Não queria mais a mesmice de amores briguentos, complicados, estraçalhados na falta cotidiana de respeito apareceu você. Eu agora vou tentar de novo, com mais tranquilidade e de forma mais madura trocar a luz que mistura o amor e a loucura. Quem sabe assim desse jeito, mais inteira e mais perfeita eu possa viver o amor do tamanho que ele é. 

Denise Portes

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

O primeiro desejo.

Que Deus abençoe o nosso ano.

Denise Portes

sábado, 31 de dezembro de 2016

Feliz Ano Novo.

Tchau 2016, confesso que foi um ano difícil para mim, tive que dizer adeus para minha mãe e me transformar, desdobrar, entender... Agradeço aos amigos que compartilharam as dores e as alegrias “públicas”, que é essa vida de rede social. Compartilhamos nossas opiniões políticas, religiosas, eventos, fotos, férias, enfim, nos divertimos muito. Desejo com todo o meu coração que a vida de cada um de vocês seja iluminada pelo entendimento do que viemos fazer aqui. Que a gente consiga vibrar os nossos pensamentos em boas sintonias para que o planeta, o mundo seja um lugar melhor para se viver. Feliz Ano Novo queridos amigos. 

Denise Portes

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Toada à toa

A vida, apenas se sonha
que é plena, bela ou o que for.
Por mais que nela se ponha
é o mesmo que nada por.

Pois é certo que o vivido
- na alegria ou desespero -
como o gás é consumido...
Recomeçamos de zero.

Ferreira Gullar

ai, ai...

Tão bom morrer de amor!
E continuar vivendo...

Mario Quintana

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Ainda bem.

 Ainda bem
Que agora encontrei você
Eu realmente não sei
O que eu fiz pra merecer
Você
Porque ninguém
Dava nada por mim
Quem dava, eu não 'tava a fim
Até desacreditei
De mim
O meu coração
Já estava acostumado
Com a solidão
Quem diria que ao meu lado
Você iria ficar
Você veio pra ficar
Você que me faz feliz
Você que me faz cantar
Assim
O meu coração
Já estava aposentado
Sem nenhuma ilusão
Tinha sido maltratado
Tudo se transformou
Agora você chegou
Você que me faz feliz
Você que me faz cantar
Assim
O meu coração
Já estava acostumado
Com a solidão
Quem diria que ao meu lado
Você iria ficar
Você veio pra ficar
Você que me faz feliz
Você que me faz cantar
Assim
O meu coração
Já estava aposentado
Sem nenhuma ilusão
Tinha sido maltratado
Tudo se transformou
Agora você chegou
Você que me faz feliz
Você que me faz cantar
Assim
É, ainda bem