sexta-feira, 18 de agosto de 2017

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Medo.

Uma paciente de nove anos chegou ao consultório ontem para extrair dois dentes de leite que estavam atrapalhando o permanente de nascer. Resolvi não colocar a minha roupa branca e atende-la com minha roupa comum, apenas um jaleco por cima. Pedi que ela entrasse sozinha na sala e a acompanhante esperasse na sala de espera. Ela é minha paciente há seis anos. Falei que queria ter uma conversa de amiga com ela, pois ela tem muito medo de dentista e sempre chora quando precisamos fazer um procedimento mais complicado. Conversamos sobre ter medo. Ela me confessou ter medo de abelha e de dentista, sobre as abelhas é porque ela já foi picada por uma e doeu muito e sobre dentista ela não sabe. Eu contei a ela que eu por vinte anos tive medo de fantasma e fiquei muito triste quando descobri que esse medo me impediu de várias coisas e que os fantasmas só existiam na minha cabeça e que eu nunca vi nenhum. Perguntei se ela tinha religião e ela disse que não. Falei que ela tem muito poder na mente e que ela usasse esse poder para espantar o medo. Dei a ela uma pulseira de contas lilás e uma medalhinha de Cosme Damião que enfeita a pulseira que eu mesma fiz. Expliquei que essa é uma pulseira da coragem e que isso ia ajudá-la a ser forte durante a extração. Chamei a acompanhante que ficou encantada com a pulseira e que disse ser devota de Cosme Damião e a paciente disse que a cor preferida dela era lilás, a cor da pulseira. 
Quantas “coincidências”! O procedimento foi um sucesso e a criança corajosa não derramou uma lágrima. Abraçadas e emocionadas nos despedimos no final da consulta, quando ela estava saindo eu falei para ela cuidar da pulseirinha e ela respondeu: Nunca mais eu vou tirar a pulseira da coragem, mal sabe ela que quem aprendeu e ganhou mais coragem com essa história fui eu. Viva as crianças que são nossa luz neste mundo de ilusão.

Denise Portes

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

terça-feira, 15 de agosto de 2017

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

domingo, 13 de agosto de 2017

Dia dos pais.

As datas sempre vão mexer neste baú de sentimentos onde a saudade e a dor se misturam, mas nunca vai vencer a alegria dos momentos felizes que compartilhamos e nem o aprendizado que ficou. Para mim meu pai, você está no meu olhar e eu te sinto nos mínimos detalhes, principalmente pela forma como você me ensinou a caminhar pelo mundo.... Eu te agradeço eternamente todo esse amor. Meu querido, meu velho, meu amigo.


D
Denise Portes

sábado, 12 de agosto de 2017

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

terça-feira, 8 de agosto de 2017

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

domingo, 6 de agosto de 2017

Presta atenção.

"Escutar é o melhor acesso para se espiar dentro de alguém".

sábado, 5 de agosto de 2017

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Mudando a direção.

Tem um nó dentro de mim, muitas vozes me deixam confusa. Acredito que todos os momentos que são para transformadores, mas alguns são para mudar a direção e acreditar neles transforma as escolhas.

Denise Portes

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Sobre mentir.

A mentira só é um bom caminho para contar ao  outro que não quer saber a verdade.

Denise Portes 

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Reflexão.

Engraçado o poeta que não quer falar de amor, o que é poesia sem entender desse frescor?

Denise Portes