terça-feira, 29 de março de 2011

Cotidiano

Quantos caminhos eu preciso fazer para chegar a quem sou?
Foi preciso muitos anos para eu ver que tudo é bem mais simples e tudo está perto. Tudo que a gente vai buscar bem longe.
Essa viagem interna mascarada de ansiedade, muitas vezes faz acreditar que o que procuramos está além do horizonte.
Está tudo aqui, no agora, no dia a dia, com olhos de promessa sobre as nossas escolhas e os nossos sonhos.

Denise Portes

7 comentários:

Lily disse...

Eu pensava sobre isso hoje. Creio que tudo tem sentido, mas não conseguimos abrir toda a laranja, puxar as cascas, cheirar o sumo, entender em total crueza a verdade, a realidade que é nossa bola, nossa Terra, nossas órbitas.

Um beijo,

Suzana/LILY

remall disse...

Tudo de nós, está dentro de nós.
Como você disse, tão perto.
E quando descobrimos isso, o mundo se alegra, nossa auto estima se fortalece, é como adubo em uma planta, crescemos, nos fortalecemos, ficamos mais bonitas e fortes, ficamos VIVAS.

Néia Lambert disse...

Denise, basta um olhar mais atento para percebermos que aquilo que procuramos está dentro de nós mesmos.

Um beijo

Néia

LILIANE disse...

Denise.
então essa ansiedade que eu sinto na verdade é o reflexo de uma busca?
vou pensar nisso.
beijos.

'Lara Mello disse...

em mim, uma longa estrada.. Sorte!

Leo disse...

eu penso isso sempre, cada dor, tombo, riso nos transforma em algo que somos hoje para um propósito futuro. o que eu não sei, mas está em nós todas as ferramentas.

Um Beeeijo.

LUZIA disse...

Belo texto.

O que a gente procura, às vezes está tão perto...