terça-feira, 1 de março de 2011

Frágil...

Hoje eu acordei frágil e passei o dia arrastando o coração e enxugando as lágrimas. Não é tristeza Brown. É algo bem mais profundo, são lágrimas da alma, dos absurdos não perdoados em mim. Dessa insistência em querer entender emoções, que não tem explicação, de uma solidão que mora nos labirintos e que faz parte de todos nós que nascemos e morremos sozinhos. Uma saudade de não sei o que, uma pergunta e uma resposta que eu não encontro. Essa sensibilidade a flor da pele que quando transborda molha tudo e lava a alma. Somente assim eu vou florescer em sorrisos.

Denise Portes

8 comentários:

disse...

Tem dias que a gente acorda assim, com uma tristeza que vem não sei de onde e toma conta da gente, corpo e alma.

Bjos querida!

diariodumapsi disse...

Ei querida!
Todos nós temos dias assim, eles passam e com certeza irá florescer em sorrisos.
Gd beijo

Danny disse...

Oi linda
Fico as vezes impressionada como suas palavras descreve na integra o que estou sentindo.
Já vim aqui no seu cantinho várias vezes e me deparei com minha alma escrita nas suas palavras.
Vc escreve com a alma, cada letrinha escrita aqui é sentida quando estamos lendo.

Parabéns por esse dom lindo de expressar sentimentos atraves das palavras com tanta sabedoria e emoção.
Concerteza depois das lágrimas o nosso sorriso vai florescer...

Vou levar esse texto p meu blog juntos com os direitos autorais tá.

Desejo um ótimo restante de semana.
Beijocas

♪ Sil disse...

Denise, querida!

Quantas vezes me senti assim?

Então, vim deixar meu melhor sorriso.

Vamos florir!!!


Um beijo!

Néia Lambert disse...

Denise, o Brown bem sabe que em ti basta um nascer do sol e pronto! a vida floresce novamente.

Beijos

Andressa Tavares disse...

obrigada por interpretar o que se passa comigo.
Nem eu mesma sabia interpretar.

Beijo grande!

Eliza Araujo disse...

amanheci assim tb

Patrícia disse...

Tenho me sentido exatamente assim!
Adoro suas palavras.
Beijo