segunda-feira, 22 de novembro de 2010

O Meu Amor



O nosso amor nasceu quando eu morri dentro dos seus olhos e nunca mais pude viver sem a sua voz. O nosso amor eternizou em descobertas eternas e de um querer permanente de não querer ficar sem a luz, o toque e a energia do outro. Eu te amo, mesmo quando eu não te amo. Declaramos o nosso sentir e quando algo fica estranho é tempo de reabastecer o amor, para que ele não fique triste. Nosso amor é feliz. Cada instante em nós é sempre de descobertas, temos o nosso próprio tempo. Somos tão intensos no nosso sentir. Os sentimentos mais nobres passaram a ser cada vez mais valorizados para nós.  São profundos os nossos momentos de entrega. Somos rendidos a esse bem querer.
Obrigada, eu sei o que é ter um amor e isso eu devo a você.

Denise Portes
...

Não me lembro mais qual foi o nosso começo.
Sei que não começamos pelo começo.
Já era amor antes de ser.

Clarice Lispector

7 comentários:

'Lara Mello disse...

O meu tem um jeito doce que é só dele! Bju

Néia (Dulci) disse...

"A vida ensinou-nos que o amor não consiste em olharmos um para o outro, mas em olharmos juntos na mesma direção." (Saint-Exupéry)
O amor é bem isso Denise, cumplicidade até na alma!
Beijos querida.

Bloguinho da Zizi disse...

""" suspiro """

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Denise
Um amor pleno e correspondido, melhor que isso, só dois disso.
Bjux

Eliana Lee disse...

Que lindo! Me encantei!

Vim parar aqui por acaso, enquanto visitava outros blogs e simplesmente adorei! Voltarei mais vezes!

Andressa Keka disse...

inspirou amor até no meu coração duro

Loma disse...

Hey ^^

Q LINDO! suspirei de verdade.

Xoxo

:: Loma (www.night-angel.org)