quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Meu Jeito de Ser.

Fui escolhida para viver das palavras, não tenho outra saída para suportar a existência. Essa forma de expressão abraçou o meu ser. Estou rendida. Nasce em mim um arco-íris todos os dias eu preciso traduzi-lo em letras, caso contrário eu me perco de mim e entristeço. Sou feita de detalhes e meus momentos são intensos. Cada segundo muda minha direção. A falta de profundidade me deprime, nunca entendi o superficial.
Existir pra mim é compromisso com a alegria, com a dor e com a sensibilidade, minha e sua. Somente quando entendi e aceitei isso passei a ter momentos maiores de felicidade.
 
Denise Portes

5 comentários:

Néia (Dulci) disse...

Denise, até uns meros pingos de chuva deformam aquilo que é superficial, o profundo, o que vem da alma, é sólido, firme, constante, assim são palavras e versos.
Um beijo, com carinho.

'Lara Mello disse...

Nos já percebemos isso! Rs

Andressa Keka disse...

escrever me salva de muuuita coisa!
deve salvar a você tb!

beijocas

LUZIA disse...

Lindo texto Denise!!

Viver é não viver na superfície.


Beijooo

Mundo do Gê disse...

Denise,

Como somos tão semelhantes uns com os outros e ao mesmo tempo também somos tão diferentes, pois cada um tem seu jeito de ser...
Também sou intenso, em tudo, no amor, na dor, no riso, no pranto...
Superficialidade não me cabe, preciso sentir profundo, mejogar no mundo...
Suas palavras sempre tão lindas, sempre me tocam.

Abração!