sábado, 17 de setembro de 2011

Sábado

Dia lindo céu azul de primavera. Adoro acordar com essa luz do dia tocando minhas esperanças como se enxugasse todas as lágrimas da incerteza. O sol que tira a penumbra dos meus olhos e deixa menos descompassada a batida do meu coração. É sábado e pingando sobre o palácio de minhas memórias trago lembranças dos dias alegres de infância, em que protegida da realidade era o dia mais feliz da minha vida, pois era o dia de passear com a família. E hoje é sábado e estou feliz porque a vida segue serena e em paz. Essa é a felicidade que brilha no ar e encanta o meu caminho.

Denise Portes

6 comentários:

Menina no Sotão disse...

Quando criança, o sábado era dia de feira, de sol e céu azul. As ruas e suas casas me davam boas vindas. O cheiro do pastel me alcançava ao longe e eu sabia que era sábado quando ouvia os passos sobre as calçadas ao lado das rodas dos carrinhos...
Dias sempre tão azuis.
bacio

Helcio Maia disse...

Denise, nasci num sábado. Renasci a cada um deles, desde então. Adorei a definição de infância: proteção contra a realidade. E no palácio da memória, há pontes levadiças, meninas levadas que não param de fazer travessuras.
Lindo sábado para ti!

Néia Lambert disse...

Aos sábados até o sol tem um brilho diferente, chega lembrando que é dia de aconchego junto aqueles que vêm somente nos fins de semana.

Um beijo.

Néia Lambert

'Lara Mello disse...

Por aqui amanheceu tão chuvoso, que fico feliz só de ver essa imagem, bom sábado para você! :)

Maíra Cintra disse...

Que lindeza Denise!
Hoje é sábado, primavera, dia lindo de sol... tem coisa melhor?! Uma pena que com o tempo se perdem algumas coisas.
Beijos

Patrícia disse...

Feliz sábado flor! Que lindo! Senti o sol no meu rosto... beijo