quarta-feira, 14 de setembro de 2011

O Novo

Um caminho novo, uma escola nova, a folha em branco, um novo amigo, um trabalho.O país nunca antes visitado.
Uma vizinhança, uma casa nova, um brinquedo novo.
Se fosse um sabor o novo seria acre doce.
Se fosse um cheiro seria de âmbar.
Se fosse uma cor seria perturbadora, como o verde limão, que ofusca, mas prende o outro.
Se um som seria sussurro ao pé do ouvido.

O novo sorve, sorvem absorvem.
É disso que se fazem adulto.
Gente grande aprecia bem menos, incomoda o novo.
Sapato novo é bonito, mas se não for sobre medida, machuca o pé. Será que ficar velho é o que acontece, quando o desconforto com o novo, provoca bolhas em nosso espírito?

9 comentários:

remall disse...

sem palavras hoje...
só com o coração a bater mais forte
e alma a ser questionar sobre ficar velho e as bolhas.ttourc

'Lara Mello disse...

Amei o texto, acho que envelhecer é uma dádiva!!! :)

Andressa Tavares disse...

Tudo novo é sempre bom.
Mas minha vó sempre disse que envelhecer é pra poucos.
E é verdade.
Envelhecer e amadurecer.

Vanessa_Oliveira disse...

Ficar velho nem é questão de idade ...
acho q ficar velho é quando vc sente a alma cansada de viver.
^^
lindo texto Denise ... bjim ***

Valéria disse...

Oi Denise!
Nooossa que reflexão! Hoje ando sem querer pensar nisso.rsss
O novo é sempre carregado de expectativas e o envelhecer é o revelador de certezas que não queremos ter.rsss
Beijinhos!

Fanzine Episódio Cultural disse...

VIII CONCURSO PLÍNIO MOTA DE POESIAS 2011 (MACGADO-MG). FALEM COMIGO!

A ACADEMIA MACHADENSE DE LETRAS (Machado-MG) comunica que estão
abertas as inscrições para o VIII Concurso Plínio Motta de Poesias, do
ano 2011.
Entrem em contato para adquirir o Regulamento:
a/c Carlos Roberto machadocultural@gmail.com
ESTE CONCURSO ESTÁ ABERTO PARA TODOS!

MOISÉS POETA disse...

Com um texto dessa qualidade , minha noite se iluminou...

Um beijo, querida !

Helcio Maia disse...

E essa bolhas são secas. O novo brota como água, é vida, é promessa a cumprir-se, caminho recém-nascido, mão estendida, como estrada que se descobre e se decide trolhar. Abraço carinhoso!

Afetos e Ofertas disse...

Nossa Denise, que lindo!!
Com um jeito muito doce vc tocou num ponto muito importante..dificil tb....

bjs com carinho