terça-feira, 27 de setembro de 2011

Descobertas.

E quando chega essa solidão interna tão profunda, banhada de descobertas interessantes sobre a maturidade, o sentir, criar, aprender, ouvir e ser. Quando a vida se mostra entre o preto e branco e o cinza. Ser é uma linha fina, um fio sobre o descobrir do ser sensível, dos olhos cheios de esperança no dia a dia.
Somente assim me sinto plena e me interesso pela luz do mundo. Pequenas descobertas cotidianas, viagens internas tão profundas acontecem em mim. Eu quero o que é humano, o que encanta o universo, o coração dos homens.

Denise Portes

4 comentários:

Karla Dias disse...

Também almejo o mesmo,
o humano e intenso...
Beijos

♥Beautiful Woman♥ disse...

Ahh!!! eu quero é o "AMOR EM CADA CORAÇÃO HUMANOOOO...!!" belo texto...amei....bjus lindonaa!!!

'Lara Mello disse...

E quem não quer? Achei lindo :)

FREICO NORDON disse...

O querer é um poder incomensurável, e sempre com sua primazia tentando nos arrancar alguma ação, algum "fazer", "correr" atrás... Pobre daquele que não entende o poder dos próprios sentimentos de saciedade/necessidade!

Grande texto!!!

Abraços!!!

:P