domingo, 3 de outubro de 2010

Eco...


São ecos de uma vida inteira que transbordam em poesia.
Amores curados, sentimentos empoeirados e tantos panos que foram emendados e que costurados viraram essa colcha de retalhos chamada delírio.
Denise Portes

4 comentários:

Franck disse...

Gosto dos delírios, dos mais loucos, dos mais doces, mas que sejam delírios!
Uma boa semana! Bj*

Leo disse...

e delírios desses são tão bons!!!

Beijos, Denise.

Estou bem melhor sim, quase 100%

LUZIA disse...

É da vida que criamos a poesia...

Adorei :)

Poupée Amélie™ disse...

E a vida é uma grande colcha de retalhos. Façamos dela um trabalho artesanal, bonito, assim como o patchwork.
Tudo aqui é lindo!
Sigo também!
BjO*