domingo, 17 de outubro de 2010

Os mistérios dos sonhos...

Como se fosse um conto de fadas algo despertou em mim. Ando sonhando colorido e me lembrando dos sonhos. Posso interrompê-los e voltar no ponto onde parei. É como se eu tivesse total poder sobre os meus sonhos. Parei de contá-los as pessoas, pois eles vêm em avalanches, como sinais para o que tenho que colocar no papel. Com cores e sabor, algo acre doce e fruta-cor. Porém são muitas vezes rosa choque de tão femininos. É como se toda a feminilidade, no tocar, no agir e no pensar tivesse florescendo em mim. Tá tudo aceso em mim. Eu estou escrevendo um romance, talvez seja esse o motivo. Estou mergulhada no mundo do escritor, onde os mistérios acontecem todos os dias. Um mundo do faz de conta real, onde cada palavra soprada e respeitada vai virando magia e que o não vivido vai tomando formas. Essas histórias que entram no coração de tantas pessoas que gostam do mundo da leitura e dos sonhos. Oh, doce mistério do sentir, esse que me liga a esses momentos intensos onde meu pensamento viaja entre o vivido e o ilusório. Todas as possibilidades, do sentir e do experimentar, muito além de um cotidiano desbotado. Amém.

Denise Portes

7 comentários:

Alice disse...

sonho que vivo sonhando, e essa é a realidade inacreditável.

sonho émuito além de pequena ilusão. :)

beijo Denise

Lily disse...

Amém, eu digo, para este teu texto.

Nem tenho comentários a fazer, apenas ler novamente e sentir.

Beijos!

Bia Franco disse...

Que texto mais lindo, Denise!

Quem dera eu ter o poder sobre os sonhos, mas me contento mesmo assim, apenas tendo o poder de sonhar.

Beijos, querida.

Juci Barros disse...

Amém.

Mi Satake disse...

Oi Denise,

Sonho... Asas!

Amei seu espaço.
Beijo e bom domingo pra vc.

Se tiver uma brechinha, passa pra me conhecer.
beijos

disse...

É esse cotidiano desbotado que nos obriga a sonhar. E é do sonho que vem a esperança pra continuar.

Bjos grandes

Regina Guedes disse...

Com sua licença..."Todas as possibilidades, do sentir e do experimentar, muito além de um cotidiano desbotado".
Desbotado? Só se forem os elogios que você ganha!!! De tanto usá-los já perderam a cor! Mas teimo em continuar a usá-los! ADOREI!!
Esta última frase tem um sabor diferente. Algo que eu (pouco hábil com as palavras) não consigo dizer.
Mas é um sopro de esperança misturado com alegria e uma pitada de felicidade... tem um temperinho especial que não sei definir muito bem...que ficou supremo!!!
Beijinhos