sábado, 2 de outubro de 2010

O Ponto de Equiíibrio.

A minha única “linha de raciocínio” é o meu coração. Como nele também existem sobras e sombras, eu tentei ser trapezista e equilibrar minhas emoções. Eu não consegui e acabei desistindo, sem escolha, passei a me aceitar contraditória e intensa e conviver com essa multidão que existe em mim. Foi ai, neste “ponto de equilíbrio” que eu me achei. Eu hoje acredito que a gente só se encontra quando compreende que a mudança interna faz parte de uma vida inteira, que se achar e se perder faz parte desse eterno desequilíbrio. São as emoções que me guiam e sem elas não tem a menor graça.

Denise Portes

13 comentários:

Franck disse...

Clarice, a Lispector, disse que se perder ás vezes é um caminho...
Um bom fim de semana! Bjs*

Danny disse...

Ola linda
Adoro seus textos.
Vc escreve com a alma, parabéns.
Esse em especial fala muito comigo.
E vou aproveitar e publicar no meu blog hj.
Vou colocar o link do seu blog tá.
Desejo um ótimo final de semana.
Biejocas

Juci Barros disse...

Tem toda razão Denise.
Beijos.

Néia (Dulci) disse...

Denise, mudar e recomeçar é preciso sempre, assim nos encontramos e reconhecemos nossa verdadeira personalidade.
Beijos

tati_nanda disse...

sem elas não tem a menor graça realmente!!
acho q se a genet ficar buscando algo muito não encontra.
tem q ser tudo naturalmente
:)
bom final de semana.
fica na paz.
:)
http://zonzobulando.blogspot.com/

Regina Guedes disse...

É minha querida... são as contradições da vida!! E, talvez, por isso sejamos seres tão complexos, não?!
Beijinhos

Malu disse...

Denise ,

Você disse tudo com tanta sabedoria , sensibilidade e verdade,que nem tenho o que comentar ...

Lindo , assino embaixo.


BjO e obrigada por seu carinho de sempre.

Filipe Costa disse...

Perfeito texto.
Gosteii.
Parabéns!!!

disse...

Maravilhosoo!!
'sem escolha, passei a me aceitar contraditória e intensa e conviver com essa multidão que existe em mim.'
Isso é perfeito!

Bjao amiga!

Paula disse...

Belissimo Denise.
E eu concordo plenamente.. e acho que eh uma busca eterna! pois (eu pelo menos) sempre que PENSO ter achado meu ponto de equilibrio, me desequilibro tudo de novo.. rs.
Mas as emocoes fazem tudo ficar bem de qq jeito; sem emocao nao da!

Beijos ;]

Joyce Kelly disse...

E é nesse se perder e se achar que vamos nos mantendo, nos equilibrando, vivendo...

Adorei!

Super abraço, Denise!

Leo disse...

Como sempre, adorei e
concordo em numero e grau.

Um beijo grande!!!

PS: Denise meu bem, me perdoe
a ausência estive doente, mas
já estou melhor e de volta.

Monnie Lobo disse...

sem emoções não tem graça meesmo, beijo Denise :D