sábado, 16 de outubro de 2010

Escolha?


Alguns conseguem olhar pro mundo do alto, sem sobressaltos.
Outras conseguem ficar plena e serena.
Eu nunca consegui.

Denise Portes

5 comentários:

José Carlos Brandão disse...

A serenidade tem muitas formas, minha amiga,
pode vestir as roupagens da noite, com o seu quê de desespero,
como pode se vestir de sol, iluminando as paisagens e as faces abertas em espanto,
pode, com o despero noturno ou com o fogo do sol, queimar as pastagens e nos deixar nus,
no entanto, no cristal da água, nós mesmos.
O seu poema foi bem melhor, em sua concisão, mas veja a quantas reflexões me levou!
Um beijo.

Angélica Lins disse...

Mixto de intensidade e suavidade = BELO.

Beijo

Baerdal disse...

Um bailar pomposo de palavras.
Adorei teu perfil lindo mesmo.

Encantadora de Abelhas disse...

Penso que não seja somente essas duas opções que conseguimos alcançar e acredito que vc consegue e é bem mais. Tá é escondendo o jogo! rsrs

Um Dia doce pra vc querida!
Grande Bjo

Regina Guedes disse...

Na verdade acredito que sejam momentos, segundos ou até menos... mas todos nós temos este sabor de conseguir estes momentos. Mas sabe como é?! Sempre queremos que estes momentos sejam eternos!!! (rs, rs, rs...)E acabamos esquecendo desses segundos em que temos esta sensação.
Beijinhos