quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

É assim se assim me parece.

Foto Roberta Simoni

Eu não consigo mais abrir mão de mim, essa decisão me custou algumas perdas, outros ganhos e bastante dor. Porém cheguei num ponto em que posso confiar que me encontrei.
Descobri em mim uma pessoa ainda mais frágil, somado a tudo isso a revelação de um ser humano mais determinado. Nada disso me impede de continuar me buscando todos os dias e de ser contraditória e intensa. Viver é também se descobrir todos os dias e persistir nos sonhos sempre.

Denise Portes

10 comentários:

ROSINHA disse...

Viver é complicado...

●๋• тнαi иαรciмєитσ disse...

Que essa decisão custa ninguém duvida, nem que seja a melhor.

Fernando Imaregna disse...

Oi Denise...
Hoje adicionei como amiga a Rosinha, que acaba de comentar aqui tb...hehehe
Coincidência...
Vi teu endereço e resolvi espiar...
Tudo lindo por aqui, tu respiras poesia e sensibilidade...tudo ajeitadinho, hum rum...adorei...

Lembre-se que a cada dia, quando acordamos, iremos escrever uma nova página em nossas vidas, e iremos de encontro a muitas coisas, inclusive nós mesmos...


Não desistir de lutar e sonhar, é imprescindível...

Bjos fraternos...Deus te abençoe !
Fernando

http://imaregna.blogspot.com

'Lara Mello disse...

Esse texto de hoje descreveu meus pensamentos.. Bju!

Adriana Alencar disse...

E quem disse que temos de fazer isso? Somos a pessoa mais importante para nós mesmos e qualquer tipo de relacionamento, familiar, amizade ou amor, só funcionará se estivermos bem. A sua atitude não é apenas sensata, mas certa; fortaleça-se, não dê ouvidos às críticas e, quando sentir-se pronta, abra as portas da alma.
Bjk
Adri

Néia Lambert disse...

Fragilidade, determinação, sensibilidade, contradição, intensidade, são mesmo essas as características de quem se descobre a cada dia e aproveita un tesouro que a vida lhe concede: talento.

Um beijo querida Denise.
Néia

Sofia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sofia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sofia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rosane Barreto disse...

Muitas vezes é sofrido esse encontro com nós mesmos, mas quando conseguimos nos reconhecer e perceber esse auto conhecimento, é um prazer que vale muita a pena continuar buscando!!