domingo, 20 de novembro de 2011

Um toque de sensibilidade.

Todo dia de manhã flores que a gente regue. Pois há de surgir uma estrela no céu cada vez que você sorrir. Somente nesta poesia meu coração circula feliz. Meu coração não quer nada no futuro. Ele só quer pra já, já que está maduro. Neste cantarolar de canções, eu vou vendo os caminhos mais próximos dos poetas que passaram, ou passam, por este movimento de ser sensível.


Denise Portes

6 comentários:

Patrícia disse...

Não sei se sou poeta, mas ser sensível é realmente um movimento que às vezes nos leva para o passado e que muitas vezes quer nos levar para o futuro!
LINDO!

Alê disse...

Denise,


Tens aí dentro de Ti, a mágica da poesia,


Encantas



bj

c: disse...

Olá, tudo bem?
Adorei os textos do teu blog, por isso sigo-te.
Se puder visite-me, serás bem-vinda
Abraços
c:

Jhenyffer Andrade disse...

Sensibilidade de escrever, sentimentos entrelaçados num emaranhado de confusão..
Te sigo.
Abraços.

remall disse...

nas palavras que vem e vão, vamos nos voando no doce balanço da vida.
não importa mesmo se é passado ou futuro, as palavras e o sentimento são nosso carinho para esse mundo.

boa semana feliz para vc.

Bloguinho da Zizi disse...

Minha querida Denise
Se topar esse desafio, vamos ficar te conhecendo mais um pouquinho.
Mas só se vc quiser.
Beijinhos