segunda-feira, 21 de novembro de 2011

A solidão do amor.

Existe uma solidão que acompanha cada um de nós. A solidão de nascer e morrer é a mais óbvia, mas certamente a solidão da existência é a mais dolorida. O nosso amor pelos outros, que não tem peso e nem medida. Somente cada um sabe o tamanho do seu amor e o que sente no fundo do coração. Sigamos em paz, para mim este é o maior mistério da vida.

Denise Portes


"Talvez o amor só seja assim pra mim
E pra você não seja nada disso
Mas eu prometo tentar aprender a te amar
do jeito que for preciso."

7 comentários:

Bloguinho da Zizi disse...

Denise
Eu tenho uma impressão que amar é um sentimento solitário mesmo.
Apesar de, em muitos casos haver troca, nunca é na mesma proporção.
Por isso existe o Amor Incondicional. Ele é único e só vai, não volta.

Beijinhos

Denise disse...

O mistério guarda um segredo, e como todo segredo, é de um só - como o amor, que cada um sente e vive a seu modo, na sua medida, sem conseguir decifrar ou repetir o mesmo amor...penso que í estejam as frustrações amorosas, quando não conseguimos o retomo na nossa medida, e por não correspondermos na medida do outro...amar é um verbo solitário que compartilhamos.

Bjos, boa semana!

Alê disse...

Belíssimo!


amo minha espécie de solidão,


bjkas

Patricia Thomaz disse...

O amor... Cada pessoa sente e demostra de uma forma diferente.As vezes ele é sozinho.

Patrícia disse...

Que lindo! É isso que tenho sentido... e como realmente é um mistério!
Boa semana!

Stein disse...

Mistério é o vento que passa, feito pensamento... brinca com nossas lembranças, faz encantamento!
(l.stein)
bjs minha querida! como sempre, belas palavras ( e sábias..)

Vitalina de Assis disse...

Hola amiga!

Amei seu blog!

A solidão é uma companhia da qual ninguém se livra nesta vida.

Insiste em ser amiga, parceira, uma sem noção às vezes. Porém sabe ser amiga conselheira, daquelas que não apenas aconselham, mas nos dão colo e enxugam nossas lágrimas. Nos surpreende com presentes, assim que decide tirar férias, nos recompensa em sua ausência e cedo ou tarde, sentimos uma saudade sem fim de sua companhia. E um ir e vir, nos sobressalta.

Bjs.