terça-feira, 12 de abril de 2011

A Terra Do Nunca.

Meus fantasmas e meus medos nasceram em muitos lugares obscuros e escuros da minha insegurança. Eles se espalharam por noites e se transformaram em sombras, que uma parte diluiu ao vento. Restaram fantasias que enraizadas em cada desafeto, ou crenças negativas, me deixaram o gosto amargo de uma poeira que ainda embaça meus olhos e meus caminhos. Muitas vezes eu fico pensando se as insônias de tantas pessoas atualmente não são medos dos fantasmas, que grudadas, não mais nas paredes dos quartos, mas as inseguranças da mente continuam a assombrar e tirar a paz de uma noite bem dormida. Pois eu conservo tesouros, para acalmar minha alma. Eu mantenho o Peter Pan em minha lembrança e embalo meu sono em momentos preciosos. Como passear por países distantes, que hoje vivem dentro de mim. Não é tão fácil assim, mas eu tento.
Denise Portes

4 comentários:

Ana Gabriela Camargo disse...

Denise,
Eu tenho muito orgulho de ter te encontrado em meu caminho, suas palavras são sempre encantadoras como você, minha amiga querida.
Um beijo e como diz você, com carinho.
Gabriela

: disse...

aaah, amei mt aqui.. seguindo .. seguet bm ? http://amandabaracho.blogspot.com/

Néia Lambert disse...

Denise, insegurança gera medo, mas quando se tem algum tesouro para acalmar a alma, então fica tudo bem!

Um beijo, com carinho.

Néia Lambert

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Denise
Realmente não é fácil manter o equilíbrio diante de tantas angustias. Mas vamos no virando e tentando de alguma forma tornar as coisas mais leves.
Bjux