sábado, 9 de abril de 2011

Eu me rendo...

Eu me entreguei para o seu amor com maior dificuldade, nem mesmo eu sabia que eu tinha criado essa couraça no meu afeto. Andava por ai dizendo que mudei e que ninguém mais iria tocar no meu coração. Mas sabe o que e? Eu andei recolhendo cacos e chorando pelos cantos por essa mania de amar demais. Inventei um personagem, daqueles que não se envolve e que não enxerga muito sentimentos. Daí veio você se derretendo pro meu lado se entregando pra mim, de um jeito que me causa pânico. Eu combinei comigo que não ia nunca mais olhar pro amor com coração, o amor virou passado de um tempo em que me entregar doeu muito. Contei para todo mundo o iceberg que eu me transformei. Você, insistiu que seu amor iria derreter meu gelo. De repente abri os olhos e num insight absurdo você me trouxe de volta pra minha realidade, quem vive abastecida de afeto jamais vai conseguir olhar para as pedras e não fazer poesia. E assim como o raiar do dia eu retrocedi para um lugar onde eu achava que não mais existia. Pois aqui estou eu fazendo declaração em conto pra você.

Denise Portes

9 comentários:

♪ Sil disse...

Denise,

Saudadeeeeeee de te ler, minha querida.
Me vi nesse texto, me vi nas suas palavras.
A única diferença, é que eu não tenho ninguém pra declarar sentimentos num conto..
Minha couraça existe muito forte em mim ainda.
Talvez perdure pra sempre, ou não, mas ela ainda existe.

Adorooooo seus escritos, suas emoções nas palavras, e tbm adoro você.

Um beijo e um fim de semana lindo!

Néia Lambert disse...

Denise querida, pra vc ver do que o amor é capaz! quando menos se espera ele chega, transforma, seduz e deixa aquilo que mais se quer na vida, o gosto bom de ser feliz!

Um beijo, com carinho.

Néia Lambert

Cláudia Costa disse...

Caí de para-quedas no caldeirão da bruxa e ameeei o que li aqui.

Como boa bruxa, sentimentalismos, intensidades e vida são os tops de linha da vivência.

Torço pra que seu iceberg se mantenha derretendo (ou derretido) que você siga se permitindo e a vida siga te enfeitando.

Seguindo o blog e recomendando.

SaraMaper disse...

Que lindo! um coração quando é ferido, sabe que aquele o feriu não o merecia, e mesmo na dor, procura por outro coração que compartilhe da mesma vontade de ter um amor sincero ;) A vida é sempre assim.

Cláudia Costa disse...

Caí de para-quedas no caldeirão da bruxa e ameeei o que li aqui.

Como boa bruxa, sentimentalismos, intensidades e vida são os tops de linha da vivência.

Torço pra que seu iceberg se mantenha derretendo (ou derretido) que você siga se permitindo e a vida siga te enfeitando.

Seguindo o blog e recomendando.

Maíra K. disse...

Quem sabe um dia eu não volte atrás e resolva que amar pode ser pra mim, também?

A. Tavares disse...

é tão difícil entregar-se por completo.
tão difícil admitir sentimentos, mas a recompensa da entrega do outro é tão grande! *.*

Raquel Amarante disse...

Que declaração hein...
Nossa!!
Linda!!!

Amapola disse...

Boa tarde, Denise.

Que bom que deu certo. Que Deus abençoe o amor de vocês. Sempre!!

Um grande abraço.

Maria Auxiliadora (Amapola)