sexta-feira, 29 de abril de 2011

As Entrelinhas.

Se por um lado a sensibilidade me encanta é ela que me tira encantos ao perceber o que está escondido nas entrelinhas. E essas, Brown, você me ensinou a ler e eu nunca mais consegui não enxergar, às vezes dói e muito.
Denise Portes

4 comentários:

Néia Lambert disse...

Denise, nem sempre o que vem nas entrelinhas é ruím, talvez seja apenas uma forma diferente de expressar o que é difícil dizer. Somente a sensibilidade às vezes pode traduzir essa linguagem.

Um beijo, com carinho.

Néia Lambert

Confissões de uma borboleta disse...

A sensibilidade é mesmo uma faca de dois gumes...mas tem tantos encantos.
Bom fim de semana, beijos

Marcia disse...

Olá Denise

Estou um pouco atrasada, mas é que seu blog merece tempo e atenção especial de tão bonito que é. Como foi possível perceber, li tudinho rs!
As entrelinhas fazem parte e são necessárias à nossa existência. As vezes boas, às vezes ruim. Fato é que elas sempre nos dizem algo restando a nós digeri-las. Particularmente transformo todas em uma linda e deliciosa torta de limão!

Grande Beijo.

Anrim disse...

Dê ,
fico com a torta de limão!
Boa sugestão Marcia, rsrs