sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Sonhos

Tantas vezes eu quis ficar solta de todas as amarras do sentir. Agora eu entendi que ninguém vai dormir os meus sonhos. Essas fantasias são minhas e eu posso desenhar e pintar do jeito que sempre quis.

Denise Portes

“Trazer uma aflição dentro do peito
É dar vida a um defeito
Que se extingue com a razão.”

3 comentários:

Michele disse...

Sempre bonito, Denise.
Gosto, sinceramente, de te ler.

Um abraço

Solange Maia disse...

Denise....

nos sonhos lançam-se as sementes dos desejos...

lindo texto !!!
beijo carinhoso

Luzia Trindade disse...

Belo texto!