quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Tempestade

“Na tempestade eu me oriento pelo rugido do trovão.”
Essa era s história de ontem. Hoje?
Hoje é outra história.
Denise Portes

Um comentário:

Michele disse...

Cada dia uma cor, cada cor um sentimento!


Beijos