sábado, 10 de dezembro de 2011

Lucidez

Com o fim de um amor vai embora toda a fantasia que depositamos. É como estar no meio do temporal, que você sabe que vai passar, mas que não tem como não ficar molhado.
Tudo que nós sonhamos viver com aquela pessoa parte, acaba, transforma. As cores desbotam e sobra você. Nessa hora é o momento de se resgatar. O aprendizado é sempre doloroso, porém as descobertas internas podem trazer a tona verdadeiras preciosidades. Os meus tesouros eu descobri nos momentos de lucidez.

Denise Portes

6 comentários:

Alê disse...

Talvez seja daqueles momentos de reencontro com a gente mesmo,



Bjkas

Adriano Silva disse...

ACHO QUE É ISSO. BACANA O QUE FOI POSTADAÇO.O, ABR

Néia Lambert disse...

Denise, normalmente, os momentos de lucidez são dolorosos, mas são eles que mantém os nossos pés firmes no chão.

Um beijo, com carinho.

Néia Lambert

Gaby Soncini disse...

São necessários esses momentos, por mais que doam.

Beijo Denise!

Nana Andrade disse...

NOssa Denise!!! Que lindo!
Que real, e paupavel o que vc transformou em versos, dando leveza a dor.
Porque é assim mesmo, qd aprendemos, qd nos reerguemos a dor que antes pesava se torna num intenso aprendizado, que nos torna leve e livres pra viver amando mais e melhor.
Beijos...Nana Andrade

Elisa Cunha disse...

Um dia escrevi no meu blog que amor era um pouco de perfeito cabível no confuso.

Agora vejo. Quando esse "pouco de perfeito" se vai, cabe a nós ajeitar o confuso que ficou.

Bjs