domingo, 29 de maio de 2011

Domingo

Sinto mais saudades suas nos domingos, os silêncios longos desse dia quer me lembrar que você vive tão longe dos meus olhos e tão perto do meu coração.

Denise Portes

Pela janela aberta, o silêncio do domingo impresso num céu sem cor. Na rua deserta de rumores: domingo.

Caio Fernando Abreu

8 comentários:

Mero Esmero disse...

Eis um talento esplendoroso para costurar palavras com linha e agulha
de sentimentos.

Uma Moça de Nome Denise Portes
Fraterno Abraço e beijo terno

Grasi disse...

Denise...
Os domingos nos dóem, né?!
A saudade sempre aperta mais no domingo:(
Bjão e um domingo super iluminado:)

remall disse...

mas no silêncio do domingo recolhe-se e reúna forças,
para a alegria de ouvir os passos da chegada de quem agora está longe, mas em breve voltará.

Alê disse...

As tardes de domingo são as mais longas, as mais temidas, e as mais saudosas,

Saudades do 'nós' enroscados

Lindo!!!

Lília disse...

Domingo com certeza é o dia da nostalgia... ai ai

@monnielobo disse...

aah, domingos me entristecem :/

♪ Sil disse...

Denise querida,

Porque todos os domingos são nostálgicos??

Lindas suas palavras, recheadas de amor!

Um beijo!

ZENN BELL disse...

Bela imagem esta da janela!!!