sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Os ciclos

Imagen del fotógrafo turco Salih Agir

Tem horas que bate uma tristeza que entra pelas frestas e ocupa todo o espaço. Crescer dói e amadurecer machuca a vida toda. Saber enxergar margaridas em pedras e luz na escuridão é um aprendizado difícil, mas não impossível.  Nunca ninguém disse ser fácil. A vida segue e a natureza se renova, assim é o coração e também as emoções. É preciso estar atento e forte, porém é preciso se aceitar frágil, como as asas das borboletas. O renovar faz renascer em brilho e ilumina a alma, que calma, trilha seu caminho e vai fechando ciclos.

Denise Portes

3 comentários:

Maria Carolina Juliano Crestani disse...

O difícil é aceitar que somos frágeis!

Abelha que voa por aí sonhando disse...

É assim mesmo... escrevi algo na mesma linha hoje...
Tenha um ótimo fds!

Beijo

Gaby Soncini disse...

Eu que fico mais leve e com o coração melhor quando te leio Denise, é reciproco o sentimento.

Beijos!