domingo, 12 de agosto de 2012

Amanhecer


Corre e diz que eu entrego os pontos, que amei demais, sofri de amor, olhei de tantos jeitos, acreditei que eu tinha aprendido tudo dessas coisas do coração. Era tudo mentira, estou por aqui sofrendo do amor que não deu certo. Eu sempre acredito que deu, sobra aprendizado e mais lá na frente à amizade. Por que será que quando sopra ao longe à paixão nós vivemos tudo de novo? Quando acaba ou transforma, lá vem às lagrimas molhar meu rosto e inundar meu caminho de uma tristeza tão profunda que juro nunca mais colocar o meu coração na mão de ninguém. Mas sou uma gaivota que voa e acredita que o amanhecer renova esperanças.

Denise Portes

2 comentários:

Rick disse...

Mas sabe, esse papo de amor é assim mesmo. A gente sempre acredita que tudo vai ser muito perfeito, e o perfeito só acontece enquanto dura. E de uma forma ou de outra, a gente sempre sabe, e ainda assim nos "permitimos" gostar de alguém. A parte boa em tudo isso é que sempre tiramos uma experiencia nova. Muito bonito seu texto.
Bjws, até breve; • Sem Guarda-Chuvas •

Ana Gabriela Camargo disse...

Somente você sabe falar de amor e me fazer enxergar esse sentimento por outro prisma.
Beijos
Gabriela