quinta-feira, 21 de julho de 2011

Mutação

O crepúsculo, esse período que antecede o fim de algo, momento em que se percebe este fim; declínio, decadência. Tudo faz doer nesse momento. Eu acho que o vampiro nos filme de terror, sentem a dor do findar da noite e a mesma angústia no anoitecer porque é preso a eternidade. Enquanto nós os humanos sentimos a dor cotidiana de cada transformação, pois cada uma nos mostra o fim e o início de uma nova pessoa que morre e renascem em nós e dentro de nós, todos os dias. Eis o doloroso processo de mutação.

Denise Portes

3 comentários:

Andressa disse...

Essas transformações nos ajudam pra melhor sabe?
cada um tem a oportunidade de nascer de novo

Nara disse...

Crescer dói, nascer de novo dói mais ainda... Muitas vezes na vida estamos em trabalho de parto!!! Vivendo dias, noites, crepúsculos e muitas outras coisas... Mas esse é o processo que nunca para!

Belo post!!(:

'Lara Mello disse...

Também amo o crepúsculo e sempre, SEMPRE andamos em constantes mutações.. Sorte!