sábado, 1 de dezembro de 2012

Meta

Eu preciso aprender tantas coisas. Serenidade, discernimento, perdão, sou tão cheia de bobagens, mas fico feliz de me tocar. 
Eu costumo me perdoar e tentar de novo, talvez o mistério seja esse, não? Persistir, somos tão imperfeitos. Mas os que tentam uma vez, outra vez, de novo, esses merecem o nosso amor. O pó da transformação na repetição da imperfeição. Assim vamos seguindo por caminhos obscuros, mas na meta de querer ser um ser melhor.

Denise Portes

4 comentários:

fernanda,1bej disse...

Que lindinho!!!

Néia Lambert disse...

Denise, somos absolutamente imperfeitos e o caminho de cada um tem que ser permeado pelo perdão, senão a vida fica muito pesada.

Beijos

Liliam Virtudes disse...

Estar aqui é a oportunidade de crescer. Imperfeitos sim, mas com determinação de sobra pra cair e levantar sempre. grande abraço!

Gaby Soncini disse...

Concordo com a Néia, se não há perdão tudo pesa.

Beijos!