sábado, 24 de março de 2012

Sábado de luz.

O dia amanheceu cheio de luz e os raios foram aquecendo o meu coração confuso do cansaço e da correria da semana. O cotidiano me inspira e me pira. É no dia a dia, nos detalhes dessa vida corrida que vem meu anjo me soprar em versos a poesia que eu preciso para estar aqui. São meus passeios de bicicleta e a delicadeza das frutinhas vermelhas enfeitando a parede, que tiram a poeira das minhas angústias. Eu preciso da beleza de cada detalhe para que a esperança invada-me e ilumine meus olhos. A tranquilidade do dia de sábado me abraça e eu posso ficar calma e feliz, pois assim é se assim lhe parece.

Denise Portes

2 comentários:

Priscila Rôde disse...

Esse é um daqueles textos que iluminam o meu coração...

Obrigada!

Alê disse...

Aqui também: o dia foi de luz e fé,


Bjkasssssssssss