domingo, 5 de dezembro de 2010

Lendo entrelinhas.

 
Tudo me inspira e muitas coisas me piram. E quando me perguntam de onde vem a poesia, eu respondo que é da vida. Dos cantos, dos detalhes, porém a maioria vem do universo e dos anjos, nossos guardiões, que vivem a nos apontar caminhos.  É o que o dono de todo universo tem poder e eu creio nisso e obedeço a sinais.
Denise Portes
...
"... remexa na memória, na infância, nos sonhos, nas tensões, nos fracassos, nas mágoas, nos delírios mais alucinados, nas esperanças mais descabidas, na fantasia mais desgalopada, nas vontades mais homicidas, no mais aparentemente inconfessável, nas culpas mais terríveis, nos lirismos mais idiotas, na confusão mais generalizada, no fundo do poço sem fundo do inconsciente: é lá que está o seu texto. sobretudo, não se angustie procurando-o: ele vem até você, quando você e ele estiverem prontos."


Caio Fernando Abreu.

6 comentários:

Grasi disse...

Tudo nos inspira nessa vida, né Denise?! Acaba tudo virando poesia...
Bjão lindona e um domingo super iluminado:)

Look by me disse...

Adoro poesia.bj

Andressa Keka disse...

que lindo.
os detalhes me inspiram muito!
sou fã desses teus textos! *.*

beijo
bom domingo!

AC disse...

Denise,
Para seguir esses sinais é preciso cultivar o olhar. Como muito bem nos mostra.

Beijo :)

Néia (Dulci) disse...

"...e dos anjos, nossos guardiões que vivem a nos apontar caminhos".

Denise nos seus textos há sempre uma frase que eu queria ter escrito!
Beijos

Néia (Dulci) disse...

Denise no meu último post, nas entrelinhas,falei de um anjo amigo, qualquer semelhança com vc, não é mera coincidência, rsrs.
Beijos minha querida.