domingo, 26 de dezembro de 2010

Muda De Amor

Eu me reinvento e tenho crises de otimismo eu conheço minhas dores. Dos meus labirintos eu escrevo poesias e cultivo mudas de amor. Administro a sensibilidade com otimismo, não me interesso em cultivar tristezas.
Denise Portes

5 comentários:

Helcio Maia disse...

Mudas de amor, pois o amor muda, por isso, jamais, ficarás muda. Ótimo domingo pra vc!!

Andressa Keka disse...

é disso que todos nós precisamos!
nos reinventar.
Olha minha flor,
que você tenha um ano MARAVILHOSO, cheio de conquistas, prosperidades, alegrias, felicidades, sorrisos sinceros,e momentos fascinantes.
Muita paz e luz!
Beijos.

LUZIA disse...

Assim que deve ser!!

Lindo ;)

Monnie Lobo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maíra K. disse...

É, devemos ser mesmo assim: cultivar só coisas boas!

Beijos!