sábado, 7 de abril de 2012

História de amor.

A paz que invade a casa nos dias de feriado, a tranquilidade da quebra do cotidiano corrido, tempo para ler, o dia nublado... Vermelho é a cor que aquece o interior da casa, o criado mudo e o guarda chuva que você esqueceu por aqui, tudo me trás você. Não são as nossas melhores lembranças que me deixa com saudades, era o amor que ocupava meu peito. A sensação de plenitude de ter você nos meus braços, seu olhar, seu toque, nossas palavras, nossos segredos... Nossa história de amor, mais linda, infinita, hoje parece distante. O mais estranho é que mudou, transformou passou.

Denise Portes

6 comentários:

Patrícia disse...

Pena que as coisas boas também passam. Ainda bem que as ruins também.
Beijo

Alê disse...

Mesmo distante, longe, e passado: lateja!

Gilvânia Souza disse...

Amor, terno e eterno Amor. Capaz de transfomar-nos na ausência e na presença. Mas, é no silêncio das horas, no vazio das cores que aprendemos a amar e nos amar.

Beijo

Lhú Weiss disse...

Olá minha amiga!
Saudades...
Passei para desejar-te uma Feliz Páscoa e tenho certeza que assim será, pois és uma pessoa de muita luz que irradia em todos e em todos momentos.
Feliz Páscoa
Lhú Weiss

Andressa Tavares. disse...

Infelizmente tudo passa né Denise?
até aquilo que a gente quer que seja pra sempre

Luzia Trindade disse...

Tão lindo!
Adoro passear por aqui :)