quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Navegando

Encontro dos barcos que surgem e que desaparecem ao longe. Nas águas tranquilas observo o caminho, sinto o que transborda em versos. É um nascer eterno de sentimentos, que muitas vezes, me levam a querer que as águas me acalmem. Somente assim uma nascente de paz poderá adormecer em mim.

Denise Portes

6 comentários:

ૐ 'Priscylα disse...

Palavras lindas para uma manhã!
beijo Denise.

Vanessa_Oliveira disse...

A eterna fenix que vive em nosso peito.
Morre e renasce um ser novo e mais belo das mesmas cinzas.
^^
lindo texto Denise
bjim***

Helcio Maia disse...

Barcos transversais, em "t" de transcendência!
Abraço carinhoso!

Mero Esmero disse...

Parabéns pelo lirismo leve, mas marcante pelo seu blog. Isso é raro e belo nas essências humanas as quais sabem traduzí-lo pelos confins poéticos de si mesmas.

Fraterno Abraço!

Gi disse...

Adorei o post... muito bonito!!

Obrigada pelo coment no meu blog, adoro quando você passa lá deixando um recadinho!!!!
Já se inscreveu no SORTEIO DO KIT DE PINCÉIS???
Passa lá ver o novo post!!!

www.pimentaroja.blogspot.com

Bjoss

Gi

Edione Mercês disse...

Muito belo!