terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Poesia


Ah, que ninguém me dê piedosas intenções!
Ninguém me peça definições!
Ninguém me diga: "vem por aqui"!
A minha vida é um vendaval que se soltou.
É uma onda que se alevantou.
É um átomo a mais que se animou...
Não sei por onde vou,
Não sei para onde vou,
--- Sei que não vou por aí.

José Régio

Um comentário:

Mari Rehermann disse...

Lindo e abençoado dia, querida Denise!!

Beijinhos!!♥