domingo, 27 de abril de 2014

O meu quadro emocional.

Eu nunca vou deixar de desenhar e pintar meus sonhos. Se a vida muda o rumo eu guardo o papel e quando tudo volta a fluir de forma mais tranquila eu volto a ser criança. Nestes momentos mágicos a minha alegria que andava sumida me abraça. Os traços dos meus desenhos reaparecem e as tintas coloridas vão voltando a enfeitar os meus olhos.

Denise Portes

Um comentário:

alice martins disse...

Difícil comentar sobre essa tempestade emocional, quando não se é poeta ou poetisa para enxergar a beleza da vida na sua unidade de contrários...a serenidade que vem depois lhe trás com certeza muita clareza sobre o que você é e ainda não conseguiu enxergar.
Um beijo amiga.
Muitos guarda chuvas coloridos, com todas as cores do arco-íris!