segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

O amor.

Existe um filtro que não nos deixa ver as pessoas como elas são, levamos algum tempo para desvendar o que poderíamos enxergar em poucas horas. Até pouco tempo eu acreditava que isso era no mínimo estranho, mas acabei de ter um insight. Esse filtro se chama encantamento, a paixão, a luz do outro resplandecendo em nós e iluminando nosso coração nos deixa ofuscado pelo brilho, ou até, quem sabe, por nossas projeções. Uma vez revelada à foto da alma, o negativo da convivência, a essência do ser, temos o amor em estado bruto que lapidado pelos anos de convivência nos trás a intimidade e a certeza que queremos estar do lado desse amor hoje, sempre e para sempre.

Denise Portes

Um comentário:

Luzia Trindade disse...

E o começo de todo amor é assim... Lindo!