sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Detalhes

Olhos abertos em vento, para que esse momento de poesia renasça em mais versos. Foi observando cantos, flores, lugares inusitados que tudo que vivia dentro de mim foi se transformando em palavras. Deixa o destino, deixe ao acaso deixa ser pelo coração. É dessa forma que as palavras se encontram na tela. Tudo faz a minha rima ficar mais rara. A lua cheia de quinta- feira, os dias findos bordados em luz. É uma estrela por cima do mar e uma cor rosa que vem do horizonte. Para os detalhes eu vivo e longo é o meu aprendizado. Observo, transformo, penso, para renascer em mais versos. E se nada é bonito a minha volta eu preciso que dentro algo de maravilhoso aconteça. A coragem não é o mais importante para enfrentar o medo o mais importante sempre será o amor.

Denise Portes

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Lua Cheia.

Que a lua de quinta - feira nos abençoe.

Denise Portes

Tempo, és um Senhor tão bonito.


Longos são os meus desejos e plenos os meus sonhos de alcançá-los. O tempo anda ficando cada vez mais urgente, não pelo mundo que ameaça acabar todos os dias, mas também pelos amigos que já partiram e o mês de dezembro que está preste a iniciar. 
Que balanço é esse no findar de mais um ano? Quando criança, dezembro era o Natal, a ceia, o papai Noel, a família unida, agora ele é a correria, o consumismo. O tempo urge em nos avisar algo. Que Deus nos dê coragem, que a vida trace a sua estrada e que nos possamos entender a nossa viagem, a missão do viemos fazer por aqui. Não importa os credos, alguma sensação paira no ar. 
Eu me agarro ao meu lar, aos meus amigos e minha família é o escudo de amor. Firmo os meus pensamentos a força superior que nos protege. É cada vez mais afunilada a certeza de que o tempo anuncia a transformação dos olhos e da alma. Não é o relógio que anuncia isso, mas a percepção de que tem que sair do play e enxergar que somos filhos do mesmo sol e da mesma lua. 
Vamos iluminar com o nosso brilho e sentir que existe esperança de transformação para um sermos melhores. Assim é se assim lhe parecer.

Denise Portes

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Voando pela vida.

Muitas são as pessoas que falam desse meu lado romântico e sonhador, meus amigos inclusive, mas acreditem não sou assim somente por opção sou assim de coração. Sempre fui, pode ser que esteja escrito nos astros, nos búzios no meu signo de aquário ou mesmo nessa marca de família. Minha mãe é assim, um pouco mais realista eu diria, mas é uma artista completa, professora de piano e pintura, costureira, eu passei a vida a ouvindo cantar. Na casa dos meus pais se ouve música, tem telas, tintas e quadros espalhados por todos os cômodos. Meu pai é poeta e adora ler, grifa os livros e me mostra textos que tocam o coração dele. Acredito que acima de tudo os dois são e me ensinaram a ser admiradora dos seres humanos. Eles contam casos e destacam detalhes completamente sensíveis ao olhar de quem enxerga com a alma. Então foi desse material humano que fui feita e tenho muito orgulho disso. Sofro também é claro, tem momentos que me deixam dilacerada, principalmente quando essa sensibilidade transborda e me flagro chorando em situações inusitadas. Outro dia, eu andava sozinha por uma estrada de um sítio de uma amiga na serra de Petrópolis e do meio da mata saíram várias borboletas, eu amo borboletas, as azuis então são as minhas preferidas. Fiquei acompanhando o movimento delas colorindo a mata e voando tranquilamente por entre as árvores. Voavam em câmera lenta, depois mais rápida, descendo e subindo e por alguns minutos eu me senti uma borboleta, era como se eu fizesse parte da mata cheia de seus mistérios e de pequenos seres a passar e a me ver passar. Isso é o quero da vida, poder passar por ela sentindo o cheiro da mata, o perfume das flores, o voo das borboletas e o coração das pessoas.

Denise Portes

Liçaõ para o cotidiano.

Eu sinto medo, alegrias e sinto a vida pulsar. Eu sou uma criança aprendendo a caminhar, aprendendo a amar todos os dias. Como canta o poeta: “É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã, porque se você parar para pensar, na verdade não há.”.

Denise Portes

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Objetivo

Eu sei meu caminho, tracei minha meta e estou na minha direção. Não gosto de nada que me desconcentre ou me cause distração. Muitas vezes tenho desequilíbrios e tristezas, que somados a objetivo só fazem me ajudar. O que me deixa de bobeira é loucura de quem não sabe o que quer e por estar distraído entra na minha vida só pra bagunçar. “Não mexe comigo, que eu não ando só.”

Denise Portes

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Chove

Chove e o tempo está cinza, algo em mim se desmancha e tem cor. Uma onda de amor e de descobertas me envolve. É tempo de amansar o coração, abrir a janela da alma e deixar entrar a corrente da sabedoria. A água do céu lava tudo que não vale a pena. 
Tudo pode ser isso e isso pode ser tudo. Que assim seja.

Denise Portes

domingo, 25 de novembro de 2012

Domingo de chuva.

Um domingo de pensamentos que encantam.

Denise Portes

O meu amor.

Você gostaria de entender o que é ter um amor maior, descobrir cada pedaço que tatuou no meu coração? Com você eu aprendo que nem você sabe e por isso não sei te explicar.  Tudo seu deixa cheiro, toque, tato, revira a minha cabeça, muda a minha história e me ensina o amor. É simples como uma bicicleta com flores, nada demais, somente delicadezas e pequenos sortilégios.

Denise Portes

sábado, 24 de novembro de 2012

Esperança

Que toda a sutileza do voo das borboletas transforme meus sonhos desvende a magia e misturados à realidade voltem a ser sonho todos os dias.

Denise Portes

Carrosel

A morte nunca é o melhor tema, mas quando chega o momento de perdas é àquela hora de pensar que o tempo não para e que morremos um pouco a cada dia. Essa semana eu perdi meu sogro. Sinto a dor do meu marido que caminha chorando pelos cantos, secando as lágrimas que não conseguem ser silenciosas. A vida se abre num feroz carrossel e juntos compartilhamos as lembranças de sua presença para ser acalentados na dor de sua ausência. Ele era um poeta repentista e nos seus versos felizes muitas vezes cantamos em silêncio as nossas alegrias de infância. Não perdi somente meu sogro, partiu mais um poeta.

Denise Portes

Para Manoel de Souza

Navegando pelos cantos da alma.

É poética a solidão que emoldura nossos dias. Navegamos por rios longos procurando um porto para nossa alma. Mas somente a serenidade será nossa aliada, nela os olhos entendem os caminhos das águas, o pulsar da vida que muitas vezes muda à correnteza e nos deixa a deriva dos ventos. Sábios são os momentos de recolhimento, onde se ouve apenas a voz interior que nos enche de sabedoria. Esse recolhimento, esse silêncio interno é que nos leva a grande descoberta que é estar acompanhada de nós mesmos. Abençoado é aquele que se ama e precisa de sua própria companhia para entender que não adianta apressar o rio, pois ele corre sozinho.

Denise Portes

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Arte


A minha arte está em cada detalhe do cotidiano, no azul que toca a minha sensibilidade. Ela fica escondida em um canto dentro de mim e resplandece no teatro vazio e nos instrumentos mudos que irradiam o canto. A minha arte está nos teclados e nas cordas, na vida que ilumina os olhos dos seres que me rodeiam. Ela grita dentro do meu peito que explode em sensibilidade cada vez que sou tocada por algo. Não precisa ser grandioso ou gigante, pois ela gosta de permear o interessante os pequenos detalhes que iluminam o meu ser. Há momentos que se casam com meu coração eu me entrego e me integro. É desse lugar que nasce toda a minha poesia.

Denise Portes

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Paixão

Um facho de luz que a tudo seduz, cinzas do meu sonho, a cabeça vagando em sorriso. A paixão é uma teia que se forma no coração. Cada amor é único, até o que passa deixa as marcas do aprendizado. A liberdade também está na dor.

Denise Portes

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Voando

A poesia que embala meus dias enchem meus olhos de esperança.  É nessas palavras que eu me atiro e salvo o que eu realmente acredito que é o meu sentir. Meu tesouro maior são as letras que me emocionam e me ensinam que a única salvação para os seres sensíveis são os caminhos do coração.

Denise Portes

Maria Bethânia em Cartas de Amor.


 
Cartas de Amor é arrebatador.  A gente sai energizada pela beleza da cena.   Os arranjos musicais são o bicho, há momentos de passar um raio por dentro do corpo.  Músicos magníficos, o repertório mãededeus! Bethânia está mais Bethânia que nunca: é tanta inteireza, tamanha verdade, que faz chorar.
Vá.
Por Maitê Proença

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Sentindo o vento.

Eu sinto quando o vento sopra os sentimentos e transforma o meu olhar, porém com o passar dos anos é bem mais fácil de ver tudo transformar. Dói diferente, pois não nos sentimos enganados, mas dói uma dor do que não deu certo. A folha é carregada ao vento sem nenhuma direção, mas no meu peito o rumo já não faz curva. 
É vida que segue, são as escolhas e caminhos. Ouvir o barulho e guiar o meu coração, que já não bate mais torto, pois eu não procuro o que não acontece. É preciso estar atento e forte.

Denise Portes

domingo, 18 de novembro de 2012

Domingo

Um facho de luz que a tudo seduz, meu raio que inunda de brilho, meu desafio de amor. Alegre são os meus dias que misturada em folhas, papéis e poesias eu recordo as alegrias de velhos amores amarelados na folha de papel em branco.  Todos cheios de alegria a doce fantasia de uma torcida olhando a vida acontecer como um dia de domingo.

Denise Portes

sábado, 17 de novembro de 2012

Vida

O vivido guarda lembranças, de cada escolha e de cada passo.  Quando a vida se renova por dentro a memória alegra o caminhar por toda eternidade, eu acho.

Denise Portes

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

A busca

O meu coração se transforma em ilha e navego em volta dele para que a minha solidão interior possa resplandecer em versos. Não sou fácil nem para mim, mas vou tecendo sonhos, costurando versos e me reencontrando comigo nesse descompasso que é o meu coração.

Denise Portes

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

A fórmula da longevidade.

Se a fórmula da longevidade é: apaixonar, amar, sorrir para ter uma boa saúde. Então eu quero essa receita hoje, sempre, para sempre.

Denise Portes

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

A explicação do amor

Nós descobrimos que nossa luz fortalece, dançamos, sorrimos e brincamos e seguimos levando uma vida adulta, onde se pode dar risada. Não escolhemos a tristeza, optamos pela certeza que o nosso amor constrói e que resplandece em versos. Trocamos ideias, seguimos nossa história semeando raízes e nos fazendo mais felizes. Nada foi fácil e quando nos cobram verdades dessa nossa cumplicidade não queremos explicar, talvez porque nem mesmo nós conseguimos definir o que é o nosso sentir.

Denise Portes

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Luzes

Eu quero as luzes da minha liberdade iluminando o meu ser.

Denise Portes

Para minha avó Alzira.

Seus passos que guiaram minhas mãos têm tantas histórias escritas, tantas alegrias vividas. O seu sorriso que desenha seu rosto marcado em rugas da sabedoria da idade. Você é meu sábio amor, quem me ensina a olhar pra vida com olhos de promessa. Eu corria por entre os cômodos da sua casa e comia as comidas mais saborosas, no seu colo ouvi casos e músicas que hoje na memória eu guardo e sei de cor. Como é bom ter você, ouvi-la agradecer por Deus te dar a oportunidade de poder acompanhar nossas vidas. Bendita seja a sua presença a abençoar minhas esperanças, que em laços vermelhos de amor e cumplicidade me fazem crer que não estamos aqui ao acaso, por acaso. Te amo minha vovozinha.

Denise Portes

Declaração inútil.

Os dias são diferentes, às vezes bons, outras vezes ruins. Algumas vezes longos, outras vezes curtos, ensolarados ou chuvosos. Porém, para mim, os dias mais difíceis são aqueles que você e todas as impossibilidades de não te ter não saem do meu pensamento.

Denise Portes

(um desabafo do meu dia hoje)

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

A alma da sombra.

Eu acredito que os nossos desejos são nossas sombras, tanto no cotidiano cheio de realidade, como nos sonhos. O desejo é a nossa projeção. Quanto mais nós fugimos do que sentimos, ou mesmo negamos sentimentos, mais nos afastamos de nós. Quem não assume para si os próprios desejos e sensações, se distancia de sua sombra. Como é possível isso? É impossível viver longe da própria sombra, assim como é impossível viver sem ela. Se olharmos essa projeção, podemos estar bem mais perto do que realmente somos. Ainda que não façamos movimentos bruscos estaremos projetando desenhos e nos admirando mais a cada dia.

Denise Portes

Luz para Marcos Paulo

Não tem jeito de não ficar triste com a notícia da morte de Marcos Paulo. Talentoso, bom ator, bom diretor, lindo, um namoradinho do Brasil, ele fez parte da vida de muitos de nós. Paz e luz para a família e amigos.

Denise Portes

domingo, 11 de novembro de 2012

Domingo

Os instantes de grande dor ou de grande agitação, mesmo na história universal, têm uma necessidade que convence; desencadeiam um sentido da atualidade e um sentimento de tensão que nos oprimem. Essa agitação pode provocar seguidamente a vinda da beleza e da luz, assim como da loucura e das trevas; o que se produz reveste, em todo o caso, as aparências da grandeza, da necessidade, da importância; distingue-se e destaca-se dos acontecimentos quotidianos. 

Hermann Hesse

sábado, 10 de novembro de 2012

Palavras são palavras.

Nos meus passos solitários eu sinto você, como uma referência, uma projeção do meu amor que ocupou o vazio que eu não conseguia preencher. Eu te quero perto e longe, mas preciso do seu sentir compreendendo o meu querer. É por você que me sinto compreendida e em você me sinto plena. O destino do coração será sempre inexplicável, pois não se traduz o sentir. Como numa lente mágica a gente se encontra e os nossos olhos em uma cumplicidade eterna transforma silêncio em toques. Nossa solidão está de mãos dadas nessa estrada que não tem fim.

Denise Portes

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Poder.

Raphaela, minha paciente de seis anos, chegou ao consultório e fez um desenho lindo. Eu disse a ela que ela desenhava e coloria muito bem. Ela me contou que a Carla, amiga dela, depois que passou a usar óculos desenha ainda melhor. Eu fiquei pensando e ela continuou: Eu acho que usar óculos deu poder a Carla.

Denise Portes

Rio de Janeiro

Esse é meu lugar de prece, não consigo chegar à pedra do Arpoador sem agradecer a Deus por tanta beleza diante dos meus olhos. Agradeço cada paisagem que encontro ali são cenários diferentes todos os dias. Invento e conto histórias em enormes diálogos internos, as águas daquele mar guardam todos os meus segredos. E se me falta inspiração essas montanhas me abraçam no meio da solitária vida de uma cidade grande. Quando pequena olhei para essa paisagem e tive certeza que aqui era o meu lugar. Minha raiz mineira veio fazer pouso no lugar em que minha alma escolheu viver. Ah meu Rio de Janeiro, como eu gosto de você.

Denise Portes